sexta-feira, 20 de março de 2009

Vivemos em função do que não temos

Certa vez, em um programa de televisão, vi um padre con­tando sobre quando foi visitar uma pessoa e abençoar sua casa nova.

A pessoa, ao receber o pa­dre, sentiu-se muito preocupa­da em se desculpar pelas coi­sas que ainda faltavam na casa: "Padre, me desculpe, mas ainda falta um quadro ali na parede", "Padre, me descul­pe, mas ainda falta chegar a geladeira nova", "Padre, me desculpe, pois ali ainda falta...".

Diversos pedidos de descul­pas por ainda não ter algo, mas em momento algum uma pala­vra de alegria por estar em uma nova casa.

Quantas vezes nós também não agimos desta maneira?

Reclamamos e nos queixamos por aquilo que não temos e acabamos nos esquecendo de agradecer por tudo aquilo que temos.

Quantas vezes nós nos sentamos à mesa, e ao invés de agradecer, nos queixamos de alguma coisa que noss mãe, esposa, avó, tia ou empregada nos preparou com tanto carinho por não gostarmos daquilo ou por que queriamos outra coisa?

E acabamos nos esquecendo novamente de agradecer, desta vez pelo alimento que temos todos os dias em nossa mesa, enquanto milhares de pessoas sofrem com a fome pelo mundo.

Não damos importância algumas vezes para o ato de agradecer, queremos mais, não basta o que já temos...mais é o que sempre se quer!

E isso nem sempre traz felicidade... pelo contrário pode gerar muita tristeza, e muita infelicidade.Pois nem sempre podemos conseguir tudo aquilo que queremos, e isso pode acabar nos deprimindo.Ou podemos até conseguir, gastando mais do que temos ou podemos gastar, e isso nos trará mais complicações.

Enquanto isso, por culpa dessa nossa ganância e desse nosso consumismo milhares de pessoas sofrem por causa da miséria, do abandono, da fome.É tudo isso vem sendo gerado por culpa da ganância e do desejo de podes e status que vem crescendo a cada dia no coração do ser humano.

Precisamos, todos nós, pararmos por um momento, e observarmos atentamente tudo o que temos em nossas vida.

Um carro?Pode não ser o carro do ano ou o modelo mais luxuoso, mas é o carro que nos leva aonde precisamos ir.

Uma casa?Pode não ter piscina, não ter doi andares, posso não ter um quarto só meu, mas é a casa que me abriga, me protege da chuva e do frio ou do calor excessivo.

Sapatos?Podem não ser da marca mais famosa, nem o que todo mundo tem por que é o que está na moda, mas é ele que protege meus pés.

Roupas?Pode não ser da marca mais famosa e nem mesmo a que está na moda, pode ser considerada cafona e de mau gosto, mas é a roupa que me veste, é a roupa que protege o meu corpo.

Comida?Pode ser arroz e feijão todos os dias e pode ser que às vezes não seja o que mais gostaria de comer naquele momento, mas é o alimento que tenho, que me sustenta e dá energia para enfrentar a batalha do dia a dia.

Carinho, afeto e atenção?Com certeza encontramos em nossa casa.Vindo da nossa mãe, pai, esposa, irmãos, ou com quem quer que seja que moramos.

Enquanto nos queixamos do que não temos, não lembramos de tudo isso que temos.E muitas pessoas por todo o mundo às vezes não tem nada disso que temos.Mas gostariam muito, com certeza, de ter pelo menos metade disso...

Então, vivamos o presente, vivamos com aquilo que temos e podemos ter.E deixemos de lado as reclamações ou o desejo de querer algo que por muitas vezes pode ser superfluo para a nossa vida e busquemos apenas aquilo que é essencial para a nossa felicidade e existência.

Pois, enquanto vivemos em função do que não temos, muitas pessoas morrem sem ter nada de tudo o que temos!

Paz e Axé!

4 comentários:

Rubra disse...

Oi! Oi!
Obrigada pelo comentário no meu blog... É exatamente essa a intenção, trazer algo com conteúdo e uma mensagem boa.
Li alguns dos teus textos, e achei bem interessante...
Sobre a parceria, por mim tudo bem!
Meu beijo

Rubra disse...

Oi! Oi!
Obrigada pelo comentário no meu blog... A intenção é exatamente essa, trazer algo com conteúdo e uma mensagem legal.
Li alguns dos seus textos, e achei bem interessante.
Sobre a parceria, por mim tudo bem!
Meu beijo

Railton Teixeira disse...

gostei muito deste texto, fala muito a realidade do nosso dia a dia.
postei no meu blog vice..
um abraço continuas a escrever sempre assim

Anônimo disse...

Genial dispatch and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Thank you seeking your information.